Ensino Fundamental II

/Ensino Fundamental II
Ensino Fundamental II2018-11-13T20:04:06+00:00

Adolescência e Escola

No segmento de 6º ao 9º Ano, trabalhamos com elementos para que o aluno construa uma postura de cidadão que conhece, questiona, propõe e transforma a sociedade. Para que ele possa se posicionar e agir com responsabilidade, clareza e alegria é preciso que atue de maneira crítica e construtiva, o que exige conhecimento e reflexão sobre as coisas. Para tanto, a escola ensina a buscar fundamentos e conhecimentos sobre o mundo, sobre as sociedades, as especificidades, os significados e o uso dos saberes.

Ensinar a pensar, a obter informações, a aprender estratégias de busca e resolução de problemas, enfim, a estudar, são ações educativas que fazem parte do ensinar e aprender nesta fase. Ainda, ensinar atitudes de respeito, de cuidado e atenção em relação ao ambiente, à saúde e ao corpo, são práticas contempladas e observadas em qualquer área do conhecimento, uma vez que compreendem convívio, relação e visão de mundo.

Blogs do Fundamental 2

O blog escolar têm o objetivo  de dinamizar a aula, criando a possibilidade da aprendizagem através da informática educativa. Além disso, pode funcionar como mais uma ferramenta que complementa o estudo realizado nas aulas. Neles, os professores apresentam textos, imagens, vídeos e curiosidades acerca do conteúdo de cada turma. Mesmo com tal relevância para o processo pedagógico, cabe dizer que o blog não substitui outras fontes de estudo como cadernos, livros e matrizes.

Ciências

Ciência do Saber

História

Balaio de Histórias

Matemática

Professor Daniel Dias

L. Portuguesa

Sarapiquá Mundo da Leitura

L. Inglesa

Professor Alex Carvalho

Língua Inglesa

O ensino da língua estrangeira na escola fundamenta-se na compreensão da importância social da língua, que busca tanto a aprendizagem e uso da língua em si, para possibilitar a comunicação, quanto o conhecimento da diversidade cultural dos povos, que tem na língua uma de suas principais expressões. As práticas desenvolvidas englobam o aprendizado e uso do vocabulário; a leitura de diferentes tipos de textos e a reflexão sobre seu significado para conhecer a diversidade cultural existente e interagir com o mundo social.

História

O estudo da História é um exercício de sistematização da memória. Passado e presente; memória e atualidade se relacionam de forma dialética, uma vez que memória não diz respeito apenas ao passado, mas relaciona com o presente o que se quer lembrar, marcar ou esquecer. Assim, ao se fazer escolhas, na vastidão do universo histórico busca-se, no ensino dessa área, sair da análise exaustiva e desprovida de sentidos de fatos e datas, para ser um diálogo tanto entre os tempos históricos como nas diversas visões historiográficas, estabelecendo relações, percepções e formulações sobre a história da humanidade.

Geografia

Estudar as relações entre a história da formação das sociedades humanas e o funcionamento da natureza é objetivo do ensino de Geografia. É na relação processual e dinâmica entre sujeitos e mundo que se constituem as formações e transformações culturais, espaciais e naturais. Estudá-las, analisá-las e identificá-las possibilitam compreender as heranças das sucessivas relações entre tempo, sociedades e natureza, provocando o pensar crítico, atuante e reflexivo na interação entre mundo.

Ciências

O ensino das Ciências ocorre através do processo de alfabetização científica e tecnológica, através do estudo de conceitos básicos e estruturantes desta área, com o objetivo de estabelecer relações entre fenômenos naturais, sócio-culturais e promover a realização de leituras e análises elaboradas e ampliadas sobre natureza, cultura e sociedade.

Matemática

Entendemos que o conhecimento matemático é fruto da construção humana em constante interação com a natureza, com as sociedades e com as culturas, o que coloca para o aluno a possibilidade de ver-se um conhecedor atuante e pensador. Por isso, observar situações diversas, identificar conhecimentos da história dessa ciência, resolver problemas, estabelecer conexões matemáticas, organizar e produzir informações são objetivos do ensino-aprendizagem nessa área.

Protagonismo Juvenil

Nas aulas de Protagonismo o projeto central da escola é em mídia-educação, com o objetivo de formar o leitor crítico das mídias através do estudo teórico articulado com práticas de produção. Assim, são estudados, produzidos e veiculados na escola programas de radio e revistas eletrônicas com as turmas de 7ª e 8 séries.

Além dos programas de rádio, os alunos da 8ª série/9° ano começaram em agosto de 2005 com um novo desafio: a publicação de uma Revista Eletrônica.

De acordo com o coordenador do projeto, o professor Sérgio Bello, os alunos foram divididos em cinco editoriais (esporte, eventos, meio ambiente, geral, cultura e lazer) e devem publicar cerca de cinco edições por ano.

Filosofia

Em Filosofia estuda-se os conhecimentos teóricos da humanidade e promove-se a reflexão filosófica dos e com os alunos, com o objetivo de mobilizá-los à ação do pensamento e do discurso como condições próprias do ser humano.

Educação Física

Os conteúdos da Educação Física são desenvolvidos através do estudo do movimento humano. Perceber, refletir e agir na perspectiva da cultura corporal do movimento, significa trabalhar com os alunos a formação do sujeito que produz, reproduz, forma e transforma essa cultura, instrumentalizando-os para usufruir dos jogos, dos esportes, das lutas, das danças, das ginásticas, na busca do exercício crítico e criativo de ser cidadão.

Língua Portuguesa

O estudo da Língua Portuguesa valoriza e trabalha a partir da capacidade e habilidade lingüística que os falantes possuem, já internalizada. Dessa forma é objetivo levar o aluno a observar e perceber as regularidades da língua; apreciar, descobrir e pesquisar as possibilidades e diferenças entre a linguagem oral escrita, construindo e ampliando o estudo crítico, o prazer pela leitura, a produção criativa e a autoria de textos. Assim, e linguagem é entendida como fonte de interação, reflexão, expressão e comunicação entre sujeitos, com sua própria subjetividade e com o mundo, por isso instrumento de promoção da cidadania.

Artes

O trabalho em Artes visuais na escola busca o constante exercício de ampliação do olhar estético na relação com a cultura. Favorecer uma atitude construtiva e reconstrutiva desse olhar significa provocar nos alunos reflexões que promovam uma auto-consciência através das experiências que ele próprio vive em relação às obras, aos artefatos, aos temas artísticos. Conhecer as formas, os conceitos e as práticas em artes; reconhecer e interpretar os ícones que fazem parte de uma cultura visual são conteúdos dessa área.

Música

O ensino da Música na escola propõe uma alfabetização nessa linguagem através da vivência musical, para que os alunos possam conhecê-la e ter subsídios para integrá-la ao seu universo cultural. É pelo desenvolvimento da capacidade de leitura de conhecer, compreender, apreciar e produzir que colaboramos para a democratização do acesso à arte e à cultura.

  • Disciplinas a cursar: Matemática, Língua Portuguesa, História, Geografia, Ciências, Artes, Língua Inglesa, Regência, Protagonismo Juvenil, Educação Física e Música.

Horário

  • Matutino: 7h20 às 12h10

Rotina Diária

A rotina diária compreende atividades que marcam os diferentes momentos.

Cada segmento organiza sua rotina considerando suas necessidades específicas. De modo geral, existem situações comuns a todos segmentos da escola, como:

– Socialização da pauta do dia;
 Chamada (olhar para cada um – presença);
 As atividades nas áreas do conhecimento – conforme calendário de aulas de cada turma;
– O lanche coletivo (compartilhar o alimento, o cuidado com a qualidade do que se come e as atitudes);
 Fechamento do dia com avaliação realizada no grupo.

Versão para impressão

Os (as) alunos (as) deverão trazer para a Escola os seguintes itens:

Material Individual – uso ao longo do ano letivo.

  • 7 cadernos pautados (universitário de uma matéria) para as disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, Ciências, História, Filosofia, Língua Inglesa
  • 1 caderno brochura universitário – para Textos
  • 1 caderno pequeno para aulas de Regência
  • 1 caderno de desenho para MTM (quadriculado com linhas de cor clara)
  • 1 régua de 30cm
  • 1 compasso
  • 1 cx de lápis de cor
  • 1 cx de caneta hidrocor ponta grossa
  • 1 cx giz pastel oleoso
  • 1 estojo com lápis preto, borracha, caneta esferográfica preta ou azul, cola bastão e tesoura
  • 1 lápis 6B
  • 1 caneta ponta fina preta (Stabilo)
  • 1 pasta fichário padrão escolar – 4 furos – capa dura
  • 1 pasta A3 com elástico – para Artes
  • 1 prancheta

Material para Artes e afins (permanecerá no armário da sala) **

  • 1 pincel chato nº 14
  • 1 cx de massa de modelar – não Soft
  • 1 resma de papel sulfite A4 branco
  • 1 bloco de papel canson A4
  • 1 pacote de 100 folhas de papel sulfite A4 colorido
  • 1 pacote de creative paper ou similar

Livros Didáticos e Paradidáticos:

  • História – Projeto Araribá Plus – Ed. Moderna – livro 6 – 4ª edição
  • Geografia – Projeto Araribá Plus – Ed. Moderna – livro 6- 4ª edição
  • Ciências – Caderno do Futuro – Caderno 6 – Ed. IBEP
  • Matemática – Caderno do Futuro – Caderno 6 – Ed. IBEP
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Portuguesa (Aurélio, Soares Amora, Silveira Bueno)
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Inglesa
  • 1 Gramática de Língua Portuguesa: Gramática Nova – Faraco & Moura – Editora Ática; ou
  • Gramática – Teoria e atividades – Paschoalin e Spadoto – Ed. FTD; ou Minigramática – Ernani e Terra – Ed. Scipione
  • 1 Atlas Geográfico Mundial (com o Brasil em destaque) Adalberto Scortegagna/Heinrich, Hasenack/Antonio Guerra- Editora Fundamento

Livros de Literatura – Língua Portuguesa

  • 1º trim: Alice no país das maravilhas. Editora Zahar
  • 2º trim: Contos Brasileiros 1 – Para gostar de ler – Editora Ática
  • 3º trim: Série reencontro: Escolher um (1) entre os títulos: Romeu e Julieta, Shakespeare; O mundo perdido, Arthur Conan Doyle; Drácula, Bram Stoker (Ed. Zahar); Odisseia

OBS: a) Atenção para a qualidade dos materiais.

           b) A agenda é fornecida pela Escola.

           c) Nas salas de aula há armários para os/as alunos/as deixarem os livros e cadernos de acordo com a rotina de estudos.

           d) Os materiais devem vir identificados com nome e turma do/a aluno/a na frente da capa.

           e) Os Dicionários, Gramática, Atlas, Caderno de Textos, Quadriculado e Regência serão usados os mesmos durante o Ensino Fundamental 2.

           f) O material solicitado no ato da matrícula (Artes e afins) deverá ser entregue para o professor de sala no primeiro dia de aula, 18 de fevereiro/2019. **

Versão para impressão

Os (as) alunos (as) deverão trazer para a Escola os seguintes itens:

Material Individual – uso ao longo do ano letivo.

  • 7 cadernos pautados (universitário de uma matéria) para as disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, Ciências, História, Filosofia, Língua Inglesa
  • 1 caderno brochura universitário – para Textos (manter o mesmo do ano anterior)
  • 1 caderno pequeno para aulas de Regência
  • 1 caderno de desenho para MTM (quadriculado com linhas de cor clara)
  • 1 régua de 15cm e 1 compasso
  • 1 cx de lápis de cor
  • 1 cx de caneta hidrocor ponta grossa
  • 1 cx giz pastel oleoso
  • 1 estojo com lápis preto, borracha, caneta esferográfica preta ou azul, cola bastão e tesoura
  • 1 lápis 6B
  • 1 caneta ponta fina preta (Stabilo)
  • 1 pasta fichário padrão escolar – 4 furos – capa dura – sem zíper
  • 1 pasta A3 com elástico – para Artes
  • 1 prancheta

Material para Artes e afins (permanecerá no armário da sala) **

  • 1 resma de papel sulfite A4 branco
  • 1 bloco de creative paper
  • 1 pacote de 100 folhas de papel sulfite A4 colorido
  • 1 cx de massa de modelar – não Soft
  • 1 pincel chato tamanho 10

Livros Didáticos e Paradidáticos:

  • História – Projeto Araribá Plus – Ed. Moderna – livro 7 -4ª  edição
  • Geografia – Projeto Araribá Plus – Ed. Moderna – livro 7- 4ª edição
  • Ciências – Caderno do Futuro – Caderno 7 – Ed. IBEP
  • Matemática – Caderno do Futuro – Caderno 7 – Ed. IBEP
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Portuguesa (Aurélio, Soares Amora, Silveira Bueno)
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Inglesa
  • 1 Gramática de Língua Portuguesa: Gramática Nova – Faraco e Moura – Editora Ática; ou Gramática – Teoria e atividades –  Paschoalin e Spadoto – Ed. FTD; ou Minigramática – Ernani e Terra – Ed. Scipione
  • 1 Atlas Geográfico Mundial (com o Brasil em destaque) Adalberto Scortegagna/Heinrich Hasenack/Antonio Guerra – Editora Fundamento, edição atualizada

Livros de Literatura – Língua Portuguesa

  • 1º trim: Dom Quixote – Coleção Reencontro Literatura – Editora Scipione
  • 2º trim: Coletânea de contos fantásticos selecionada pela professora e adquirida na Secretaria da Escola.
  • 3º trim: O auto da compadecida. Ariano Suassuna – Editora Nova Fronteira

OBS: a) Atenção para a qualidade dos materiais.

            b) A agenda é fornecida pela Escola.

            c) Nas salas de aula há armários para os/as alunos/as deixarem os livros e cadernos de acordo com a rotina de estudos.

           d) Os materiais devem vir identificados com nome e turma do/a aluno/a na frente da capa.

            e) Os Dicionários, Gramática, Atlas, Caderno de Textos, Quadriculado e Regência serão usados os mesmos durante todo o Ensino Fundamental 2.

           f) O material solicitado no ato da matrícula (Artes e afins) deverá ser entregue para o professor de sala no primeiro dia de aula, 18 de fevereiro/2019. **

Versão para impressão

Os (as) alunos (as) deverão trazer para a Escola os seguintes itens:

Material Individual – uso ao longo do ano letivo.

  • 7 cadernos pautados (universitário de uma matéria) para as disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, Ciências, História, Filosofia, Língua Inglesa
  • 1 caderno brochura universitário – para Textos (manter o mesmo do ano anterior)
  • 1 caderno pequeno para aulas de Regência
  • 1 caderno de desenho para MTM (quadriculado com linhas de cor clara)
  • 1 régua de 15cm
  • 1 compasso
  • 1 cx de lápis de cor
  • 1 cx de caneta hidrocor ponta grossa
  • 1 cx giz pastel oleoso
  • 1 estojo com lápis, borracha, caneta esferográfica preta ou azul, cola bastão e tesoura
  • 1 lápis 6B
  • 1 caneta ponta fina preta (Stabilo)
  • 1 pasta fichário padrão escolar – 4 furos – capa dura – sem zíper
  • 1 pasta A3 com elástico – para Artes
  • 1 prancheta

Material para Artes (permanecerá no armário da sala) **

  • 1 resma de papel sulfite A4 branco
  • 1 bloco de papel canson A4
  • 1 pacote de 100 folhas de papel sulfite colorido
  • 1 pacote de creative paper ou similar
  • 1 cx de massa de modelar – não Soft
  • 1 pincel chato tamanho 10

Livros Didáticos e Paradidáticos:

  • Ciências – Caderno do Futuro – Caderno 8 – Ed. IBEP
  • Matemática – Caderno do Futuro – Caderno 8 – Ed. IBEP
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Portuguesa (Aurélio, Soares Amora, Silveira Bueno);
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Inglesa;
  • 1 Gramática de Língua Portuguesa: Gramática Nova – Faraco & Moura – Editora Ática; ou Gramática – Teoria e atividades – Paschoalin e Spadoto – Ed. FTD; ou Minigramática – Ernani e Terra – Ed. Scipione;
  • 1 Atlas Geográfico Mundial (com o Brasil em destaque) Adalberto Scortegagna/Heinrich, Hasenack/Antonio Guerra – Editora   Fundamento, edição atualizada;

Livros de Literatura – Língua Portuguesa

  • 1º trim. – GAARDER, Jostein. O dia do Curinga. São Paulo: Companhia das Letras.
  • 2º trim. – Coletânea de crônicas selecionadas pela professora e adquirida na Secretaria da Escola.
  • 3º trim. – ASSIS, Machado de. O Alienista.

OBS: a) Atenção para a qualidade dos materiais.

            b) A agenda é fornecida pela Escola.

            c) Nas salas de aula há armários para os/as alunos/as deixarem os livros e cadernos de acordo com a rotina de estudos.

            d) Os materiais devem vir identificados com nome e turma do/a aluno/a na frente da capa.

            e) Os Dicionários, Gramática, Atlas, Caderno de Textos, Quadriculado e Regência serão usados os mesmos durante todo o Ensino Fundamental 2

            f) O material solicitado no ato da matrícula (Artes e afins) deverá ser entregue para o professor de sala no primeiro dia de aula, 18 de fevereiro/2019. **

Versão para impressão

Os (as) alunos (as) deverão trazer para a Escola os seguintes itens:

Material Individual – uso ao longo do ano letivo.

  • 7 cadernos pautados (universitário de uma matéria) para as disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia, Ciências, História, Filosofia, Língua Inglesa
  • 1 caderno brochura universitário – para Textos (manter o mesmo do ano anterior)
  • 1 caderno pequeno para aulas de Regência
  • 1 caderno de desenho para MTM (quadriculado com linhas de cor clara)
  • 1 régua de 15cm
  • 1 compasso
  • 1 cx de lápis de cor
  • 1 cx de caneta hidrocor ponta grossa
  • 1 cx giz pastel oleoso
  • 1 estojo com lápis, borracha, caneta esferográfica preta ou azul, cola bastão e tesoura
  • 1 lápis 6B
  • 1 caneta ponta fina preta (Stabilo)
  • 1 pasta fichário padrão escolar – 4 furos – capa dura – sem zíper
  • 1 calculadora
  • 1 tabela periódica
  • 1 pasta A3 com elástico – para Artes
  • 1 prancheta

Material para Artes (permanecerá no armário da sala) **

  • 1 resma de papel sulfite A4 branco
  • 1 bloco de papel canson A3
  • 1 pacote de 100 folhas de papel sulfite A4 colorido
  • 1 pacote de 100 folhas de creative paper
  • 1 cx de massa de modelar – não Soft
  • 1 pincel chato tamanho 6

Livros Didáticos e Paradidáticos:

  • Ciências – Caderno do Futuro – Caderno 9 – Ed. IBEP
  • Matemática – Caderno do Futuro – Caderno 9 – Ed. IBEP
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Portuguesa (Aurélio, Soares Amora, Silveira Bueno)
  • 1 Dicionário pequeno de Língua Inglesa
  • 1 Gramática de Língua Portuguesa: Gramática Nova – Faraco e Moura – Editora Ática; ou Gramática – Teoria e atividades – Paschoalin e Spadoto – Ed. FTD; ou Minigramática – Ernani e Terra – Ed. Scipione
  • 1 Atlas Geográfico Mundial (com o Brasil em destaque) Adalberto Scortegagna/Heinrich, Hasenack/Antonio Guerra – Editora Fundamento, edição atualizada

Livros de Literatura – Língua Portuguesa

  • 1º trim. – TELLES, Lygia Fagundes; REBELO, Marques; COLASANTI, Marina; et al. Histórias de amor. São Paulo: Ática. Série Para gostar de ler, v. 22.
  • 2º trim. AMADO, Jorge. Capitães da Areia. São Paulo: Companhia das Letras.
  • 3º trim. COUTO, Mia. Terra Sonâmbula. Companhia das Letras.

OBS: a) Atenção para a qualidade dos materiais.

            b) A agenda é fornecida pela Escola.

            c) Nas salas de aula há armários para os/as alunos/as deixarem os livros e cadernos de acordo com a rotina de estudos.

            d) Os materiais devem vir identificados com nome e turma do/a aluno/a na frente da capa.

            e) Os Dicionários, Gramática, Atlas, Caderno de Textos, Quadriculado e Regência serão usados os mesmos durante o Ensino Fundamental 2.

            f) O material solicitado no ato da matrícula (Artes e afins) deverá ser entregue para o professor de sala no primeiro dia de aula, 18 de fevereiro/2019. **

6º ano – História, Língua Portuguesa e Artes
Eu Arqueólogo
O projeto Eu arqueólogo, embora tenha como tema norteador a arqueologia, área que estuda/investiga culturas por meio da análise de vestígios materiais, é um projeto interdisciplinar, que envolve as disciplinas de Língua Portuguesa, História e Artes.
Na História muitas vezes os historiadores precisam estabelecer diálogos com diversas áreas do conhecimento a fim de investigarem melhor seus objetos de pesquisa. Desse modo, é muito comum percebermos conexões com áreas como a geografia, antropologia, sociologia e arqueologia. Em relação aos conteúdos programáticos de História para o 6º ano, é evidente a necessidade de conhecer e dialogar com a arqueologia, pois é nesse ano que os alunos estudam a história dos primeiros seres humanos. Sendo o conhecimento histórico apoiado nas evidências materiais encontradas pelos arqueólogos, constituem-se como estudo para o 6º ano: o reconhecimento das variadas fontes históricas materiais e imateriais, bem como a compreensão dos registros deixados como patrimônio histórico pelos povos ágrafos, suas manifestações culturais e artísticas.
Outra maneira de aprender sobre culturas/sociedades antigas/extintas é por meio da literatura, com livros como “A magia da árvore luminosa”, de Lídia Blond, lido pela turma no primeiro trimestre. Nesse livro uma ilha é preservada por conta de um sítio arqueológico encontrado no local.
Etapas do projeto:
– Visita ao Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC (MArquE).
– Leitura e estudo do livro A magia da árvore luminosa, de Lídia Blond.
– Leitura de relatos de viagem que apresentavam diferentes olhares sobre a cultura indígena.
– Entrevista a indígenas Guarani.
– Pesquisa e reprodução de arte rupestre catarinense.
– Oficina de cerâmica.
– Simulação de um sítio arqueológico.

CIÊNCIAS:
FEIRA DE CIÊNCIAS
“ENTRE NO CLIMA!”
Como vai estar o tempo amanhã? Ou o Clima? As mudanças climáticas estão alterando nossa forma de viver? Aliás, essas mudanças estão realmente acontecendo? Essas questões podem ser o ponto de partida para os projetos e trabalhos sobre a questão do clima.
Perceba que há diferentes formas de se constituir uma pesquisa. Ela pode ser fundamentada na experiência ou não. Em alguns casos, entrevistas, observações, testes, podem substituir um aparato experimental e responder à pergunta construída pelo grupo. O mais importante é que todos se envolvam em uma atividade investigativa, ou seja, que identifiquem claramente uma questão, uma pergunta, e que construam o caminho mais apropriado para encontrar para ela uma resposta. A coordenação e a equipe de ciências da Escola Sarapiquá estarão com vocês!
Temas e Pesquisas:
6º ano e 7º ano – Fenômenos e alterações climáticas
8º ano – O clima e o tempo em Florianópolis e em Santa Catarina
9º ano – Meteorologia, o papel da humanidade nas alterações do clima e os agentes químicos e físicos envolvidos.

6º Ano – GEOGRAFIA E HISTÓRIA
PAISAGENS, MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS
O objeto de estudo da História é o tempo e da Geografia é o espaço terrestre. Todavia, os dois objetos possuem uma grande interdependência que se justifica pela necessidade de situar também no tempo histórico, além do tempo geológico, as transformações sofridas pelas diversas paisagens que constituem o espaço de vivência dos seres humanos, o espaço geográfico. A paisagem é uma categoria de análise da Geografia que pode ser melhor compreendida quando consideramos o tempo e suas implicações enquanto elemento definidor de mudanças e transformações. Nesse contexto, aliar os dois objetos a fim de trabalhar conceitos específicos das disciplinas torna-se um facilitador para a compreensão dos conceitos em questão.
OBJETIVO GERAL: Reconhecer a importância dos patrimônios culturais e naturais na constituição dos espaços urbanos.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Geografia:
Apurar o olhar diante das paisagens naturais e culturais, procurando observar as transformações sofridas por estas através da ação antrópica e da própria natureza, tendo como referência o espaço urbano preservado.
História:
Relacionar os conceitos históricos estudados com o eixo temático cidade lugar de afectos;
perceber a diversidade de patrimônios em nossa cidade;
diferenciar os patrimônios quanto a sua natureza material e imaterial;
Conceitos a serem trabalhados:
Geografia:

  • paisagem;
  • espaço geográfico;
  • lugar;
  • trabalho;

História:
1) tempo
2) patrimônio cultural
 
7º ano – TERRORES URBANOS
Este projeto tem como tema norteador o “terror”, uma vez que narrativas envoltas em mistérios, com situações de suspense, são estimulantes e um tema motivador sobretudo para a faixa etária da turma. O terror é uma experiência estética elevada, a qual, de acordo com Edmund Burke (1759), está associada ao sublime que, por sua vez, é provocado pelo terror que sentimos diante de elementos que provocam dor e perigo, como vazio, trevas, solidão, silêncio absoluto, vastidão, infinitude, obscuridade. Burke defende que as ideias de dor são mais poderosas do que as geradas pelo prazer; por essa razão, tudo que pode suscitar a ideia de dor e perigo (seja a descrição de uma cena em que um personagem corre perigo ou que representa alguma espécie de dor) é terrível e, por conseguinte, fonte de sublime.
Ademais, levando em conta que o que constitui o indivíduo são suas experiências e percepções, a obra de arte, em suas mais variadas manifestações, é uma forma de experienciar e perceber o mundo. Sendo assim, é importante proporcionar aos/às alunos/as o contato com diversificadas manifestações artísticas.
A proposta é pensar nos elementos que compõe a cidade e que podem nos afectar de maneira “negativa”, aquilo que nos provoca medo, terror, horror.
Objetivos
• Aprimorar a capacidade do aluno de compreensão de textos;
• Ampliar o repertório de leitura e produção escrita de contos;
• Mostrar aos alunos a importância da refacção textual, propondo a reescritura, com base em observações para aprimoramento da produção textual e reforço de aspectos positivos;
• Identificar os elementos narrativos que compõem o gênero conto, a saber, personagem, espaço, tempo, narrador e enredo.
• Proporcionar a experiência da produção de um livro, identificando seus paratextos;
• Estimular o contato com variados usos sociais da linguagem por meio do trabalho com gêneros discursivos variados;
• Propiciar o contato com experiências artísticas variadas e diferentes linguagens.

A avaliação, para os alunos, é o instrumento de tomada de consciência de suas conquistas, dificuldades e possibilidades para reorganização na tarefa de aprender e, assim, assegurar seu crescimento na aprendizagem. Para a escola, possibilita definir prioridades e localizar necessidades.

Neste processo é levado em conta o que o aluno sabe, como ele utiliza e mostra este saber, e o que precisa aprender. Para isso é observada a sua postura em sala de aula: a participação, o compromisso e o interesse. Os seus cadernos e folhas de registro: organização, cuidado, anotações, comprometimento com as suas tarefas e se as executa com qualidade. Os seus trabalhos de pesquisa em grupo ou individuais, as provas e os demais registros solicitados pelo professor.

No ensino fundamental, o desempenho escolar do aluno é formalizado trimestralmente através de avaliações descritivas, consolidadas em relatórios de grupo e individuais. Eles apontam os conteúdos trabalhados, aprendizagens e os desafios dos alunos. Há também a avaliação através de conceitos. Estas avaliações são entregues aos pais em reunião, mas também são mostradas aos alunos e discutidas em classe previamente.

Grupo de estudos e recuperação: O processo de recuperação ocorre durante todo o ano, paralelo às aulas e é constituído pela recuperação trimestral (em abril e novembro); semana de grupo de estudos (em julho); e recuperação final (em dezembro). Este processo visa fortalecer o aluno em todos os aspectos da vida escolar.

O conselho de classe, que acontece trimestralmente, é um momento de encontro de toda equipe pedagógica para se discutir, coletivamente, as questões relacionadas à aprendizagem e à prática escolar.